A reforma ortográfica agora é para valer. Após a polêmica adesão de Portugal, linguistas brasileiros e portugueses começam a discuti...

Como funciona a reforma ortográfica Como funciona a reforma ortográfica

Como funciona a reforma ortográfica

Como funciona a reforma ortográfica

A reforma ortográfica agora é para valer. Após a polêmica adesão de Portugal, linguistas brasileiros e portugueses começam a discutir o vocabulário ortográfico oficial da nossa língua. Já se sabe que o novo alfabeto vai incorporar as letras k, w, e y ficando com 26 letras. Haverá a supressão do trema, de acentos e mudanças com o hífen.


Brasil, Portugal, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe já aderiram. Angola, Guiné-Bissau, Moçambique e Timor Leste ainda analisam o acordo que prevê mudanças na forma de escrever português. Ainda em 2008 a reforma começa a ser implementada no Brasil. O processo de transição vai até 2010 quando dicionários, livros didáticos e documentos oficiais já deverão estar usando a nova grafia.

Veja quais as principais mudanças na ortografia. A maioria terá impacto no Brasil:

 

Fim do trema

O acento é totalmente eliminado.

Assim, a palavra freqüente passa a ser escrita frequente.

Eqüino passa para equino.

 

Eliminação de acentos em ditongos

Acaba-se o acento nos ditongos abertos “ei” e “oi” de palavras paroxítonas. Assim, idéia vira ideia, assembléia fica assembléia, jibóia vai pra jiboia. O acento circunflexo quando dois “os” ficam juntos também some. Assim, vôo vira voo.

 

Cai o acento diferencial

Aquele acento que diferenciava palavras homônimas de significados diferentes acaba. Assim, pára do verbo parar vai ficar apenas para. Pêra (substantivo- fruta) e péra (substantivo arcaico- pedra) ficam igual a pera (preposição arcaica).

 

Mudanças nos hifens

Sai a maioria dos hifens em palavras compostas. Assim pára-quedas vira paraquedas. Quanto houver necessidade, será dobrada a consoante. Assim contra-regra vira contrarregra. Será mantido o hífen em palavras compostas cuja segunda palavra começa com h como pré-história. Em substantivos compostos cuja última letra da primeira palavra e a primeira letra da palavra são a mesma, será feita a introdução do hífen. Assim microondas vira micro-ondas.

 

Inclusão de letras

                            + k y w

As letras antes suprimidas do alfabeto português (k, y e w) voltam, mas só valem para manter as grafias de palavras estrangeiras.

 

Fim das letras mudas

Em Portugal, é comum a grafia de letras que não são pronunciadas como facto para falar fato. Essas letras somem com a reforma.

 

Dupla acentuação

Há algumas diferenças de acentuação entre o Brasil e Portugal principalmente quando se fala do acento circunflexo e agudo. Assim, os brasileiros escrevem econômico e os portugueses, económico. Essa diferença foi mantida.

 


Outros link relacionados com esse tópico:

 

Conjugar verbos

 

Quer ser um poliglota?

 

Curso de inglês grátis